Nosso amor platônico - Dienislândia

Nosso amor platônico

sexta-feira, abril 07, 2017

Nosso amor platônico
Todos os dias eu te amei enlouquecidamente. Sem ao mesmo saber o seu nome, sem ao mesmo entender o que é amor. Noites revirando de um lado para o outro à procura da sua presença na minha vida. Dias, semanas e meses sem compreender o sentido da nossa conexão.

Realmente pensei que fossêmos para ficarmos juntos, nós nos falamos por olhar, por uma força misteriosa. Só nós entendemos o nosso mundo. Eu te amo calada e incondicionalmente, hoje já não quero mais isso ou quero e apenas tenha virado rotina.

Por tantas vezes eu quis ir ao seu encontro. Ah, se soubesse por quantas vezes sonhei contigo. Você foi o meu primeiro e talvez último amor. Todo tempo você esteve ali, apenas observando a nossa calmaria. Hoje sem querer descobrir o seu nome – aliás, prazer tá. Fique sabendo que já faz parte da minha louca vida platônica, acredite se quiser, mas pedi as estrelas, os cometas, ao infinito, ao tudo quão queria você comigo, hoje, amanhã e sempre. Talvez o universo tenha compreendido na hora, do nada a sua presença se torna mais forte do que antes e agora creio no poder do amor, por que nada é por acaso.

Quem sabe um dia você leia esse texto e enfim juntos compreendemos o nosso amor platônico. Eu sei que é você, o que sentimos não terá fim. Acredito em nós.

Não importa o que os outros dizem sobre o nosso amor. Eu sei que é isso que nos mandem fortes e completos, quem sabe um dia nos tornamos um só corpo, uma única alma e em um único mundo. 

Você Poderá Gostar

0 comentários

Facebook

Twitter